quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009



Dei,por acaso, de caras com isto. É a nossa melhor foto. A que mais nos descreve. A que mostra o que éramos. Quatro. Se os meninos estivessem de bom humor virava sete, se houvesse chatice virava três, ou duas. O canto esquerdo da sala. Há privilégios quando uma turma só tem 18 alunos. O canto era nosso. Duas mesas. Outras duas vazias atrás de nós. E íamos trocando. Todos os dias, às vezes sozinhas, no nosso terreno, e sempre a querer ver o que se passava fora dele. Cada uma a saltar para seu lado. Rotina. Confiança. Naturalidade. E se eu agora quiser ir a um concurso? Decidimos tentar uma terceira vez aquele concurso em que ficáramos sempre em último. E no fim, nacionais... E sexys, dizia o anónimo. Agora está a Mary comigo em celas e só lhe sei perguntar por artes e pela colónia, à Ju vou telefonando, e à Carol o mesmo embora com mais frequência. Onde está isto? 'Dá vontade de não ir embora sexys.' Vontade até tínhamos. Ficou entre palavras? Ou serão as únicas que sabem as palavras? Que já leram a história, adivinham as frases. Nunca nos lembrámos de sex and the city. Fica para 2010?
Académica! Académica! - gritava o rui

domingo, 27 de dezembro de 2009


Continuo a chegar a casa de noite (ou de tarde escura de inverno) e a olhar da mesma maneira para o céu, com o mesmo espanto, procurando sempre mais. E desde algum tempo a pensar 'aqui estou eu, como sempre e outra vez embasbacada com o céu. o que isto me faz lembrar...' Ali fico, a segurar o saco da lenha (porque está frio, mas nesse momento até me esqueço), mas a tentar ver mais perto o que está mais longe, e logo agora que sei que sou míope. Continuo a pensar no mesmo para adormecer. Ah, isso sim, é mais velho que as estrelas. Continuo a abrir o pequeno livro vermelho sublinhado, para sentir. As estrelas, pois, essas estrelas de campos de futebol à noite, que resolvem aparecer cadentes quando vamos passear o 'nosso' cão. Essas estrelas do alto de um cruzeiro. Ou de uma noite de queima das fitas, em que só havia uma. Cada vez abro mais caminhos para continuar, mas vou deixando umas estradas por acabar. Umas de bom grado, outras com saudade. Continuo a ter impulsos para escrever, mas a diferença é que não pego na caneta. Ou que tenho mais medo de sair algo circular. Continuo a arriscar? Deixei de achar piada ao natal. Acabo por tomar riscos,mas são sempre mais seguros. Vou começar a fazer a minha lista de objectivos para 2010. Sempre achei mais piada ao fim de ano. continuo a começar a escrever sobre alhos,e acabar em bogalhos - mas às quatro e meia da manhã é o máximo que posso dar. boa noite

sábado, 26 de dezembro de 2009

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

O campo do inimigo. Sabias desenhá-lo com a nitidez de um campo de basket. Gostavas de basket porque era parecido com a verdade. Mesmo com árbitros comprados. (...) Os maus e os bons, os puros e os impuros (...) Mas a luz sobre o campo decidia tudo - os corpos dos homens correndo atrás da bola da verdade. Vê-se tão bem quem joga com tudo o que é e quem joga só com o corpo, dizias tu. Porque é que a vida não é transparente como um jogo de basket?
adaptado, inês pedrosa

domingo, 20 de dezembro de 2009

« Eu quero desenhar o calor. Como é o calor? »

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

"Partilhem mais, partilhem tanto como nós partilhámos durante um ano. Partilhem sentimentos, arrebentem gargantas, expludam com vós próprios, metam o coração na boca e sobretudo, escangalhem-se a rir como se amanhã fosse “o dia do jogo do sério”! " André Pereira

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Fernando Pessoa

'Tudo vale a pena se a alma não é pequena'
pessoa spot

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

1988 - Mocamfe

Quem não sai de sua casa, cria mil olhos para nada. Anda, até ali , juntos (aponta), vês aquela árvore? Foi ali que este mundo nasceu? Foi num dia cinzento de Outono, depois, mais tarde, a vida entristeceu e começou a chover, abriu-se a ideia, sorriu, deu-se a luz, o sol, o verão , surgiram flores e passarinhos no azul quente do mar.

domingo, 29 de novembro de 2009

MUSE - The Resistance Tour - Lisbon


Comprei o bilhete e só conhecia três músicas. Mais uma vez,às vezes vale a pena saltar de cabeça.

sábado, 28 de novembro de 2009

Porque deixamos de ser sinceros só com o medo de arriscar, com o medo de arder. E se nem formos medrosos assim, na manhã seguinte já achamos que devíamos ter arriscado. Eu arrisco a ver se petisco. Ou arriscava...Dá-me uma máquina do tempo e eu tinha arriscado. Será essa a mudança que noto? O conforto de não arriscar? O medo de querer fazer mais por alguém mas de não fazer diferença, e depois ouvir que podíamos ter feito? Talvez tenha acordado a tempo. E agora é assim, o relógio anda devagar até ter oportunidade de responder outra vez. Quem pergunta quer sempre ouvir uma resposta. A minha está debaixo da língua.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

'será que ainda cá estamos no fim do verão?'

A nossa noite ontem à tarde, foi a manhã porque esperava.
(David Mourão-Ferreira)
E a noite de hoje também. Era um whisky duplo,por favor...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Vária Literatura

Dia de festa,existir simplesmente
ter confiança em tudo, oh mundo minha mãe,
lareira prometida nunca alumiada
e tantos gestos empilhados e tijolos
E sobre tudo o resto o vão bocejo e não valer a pena

Ser erva entre o milho e verde vítima do vento
ceifar-nos rente algum olhar de esquecimento
A morte ainda é uma forma eficaz de adormecer
e a virtude é o caminho para quem
não tem outro remédio nesta vida
Mulher como melhor morrer nascer cantar
Itália onde tombar como em qualquer lugar
chorar o mínimo cadáver que passar
e não desperdiçar os dedos pelas coisas
Fazer de um jardim quanta vida se quer
ser o maior dos responsáveis por
- eis algumas vantagens da propriedade horizontal
Ruy Belo in Todos os Poemas I
p.s: obrigada

domingo, 22 de novembro de 2009

Miguel Baptista Pereira

As pessoas não se comprometem com nada porque tudo é susbtituível.

sábado, 21 de novembro de 2009

no bairro do amor há quem pergunte a sorrir:
será que ainda cá estamos no fim do verão?
julho

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

When I arrived in England, I thought I knew English. After I'd been here an hour, I realised that I did not understand a word. (...) If you live here long enough, you find out to your great amazement that the adjective 'nice' is not the only adjective that the language possesses (...)
How to be an Alien, George Mikes

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A F É QUEM MANDA AQUI - AE

F, uma lista com presença
Contigo fazemos a diferença
Vamos ao encontro
Da tua ambição

Lista F

Feita por ti e para ti
Nunca se viu nada igual
Segue o caminho
És fundamental

Conseguir,
Contigo vamos enfrentar
Os desafios a conquistar
Para poder
À Associação chegar

Sempre assim,
Fiel, audaz
Com o esforço e a garra
De quem é capaz
De fazer mais e melhor
Pela nossa Associação
Ser maior!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

NÃO EMPATES, FICA CONNOSCO!

Porque no final, é F!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Even if your hands are shaking, and your faith is broken
Even as the eyes are closing, do it with a heart wide open
Say what you need to say

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Sentes Falta de Forrobodó?


Sente a Febre!


Porque somos gatas, não somos Éguas!

sábado, 7 de novembro de 2009

educar o ouvido
convívio sete pecados, wide (lista f)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

domingo, 1 de novembro de 2009

«A alma é um vício.» «Isso não é teu, é da Fanny Owen da Dona Agustina», recordava-te eu. Encolhias os ombros e rias-te: «Claro, mas esta frase transformou-me a vida. E aquilo que nos transforma é nosso, meu traste, queira ou não queira.»
in Fazes-me Falta, Inês Pedrosa

sábado, 31 de outubro de 2009

halloween at challet bar

Come on and dance here tonight
Tomorrow can't wait

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

E a noite é para dormir. Só os loucos a aproveitam para sonhar.
creonte,na vida dos bonifrates

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

" Só reivindico o direito a descansar. Eis-me agora no limite das minhas forças. A minha razão está extinta e só reclamo o direito a dormir. Piedade ao histrião que tem sono "
(truão,na vida dos bonifrates)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

domingo, 25 de outubro de 2009

So You Think You Can Dance - 5

quem se oferece para me sacar as cinco temporadas?

sábado, 24 de outubro de 2009

Sou feliz

Sou feliz
O mundo tornou-se num gigante acrobata
Sem jeito
Já ninguém sabe o que nos mata

Tenho de gerir a minha mão e a tua mão
A mochila que pesa como chumbo
e as calças a cair

O nosso andar
vamos coordenar também o nosso andar.
Contigo aprendo coisas tão simples
com aroma a frutos silvestres,deliciosos
Não há quem nos consiga agarrar
Diogo Xavier

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A morte da água

Um dos passeios que mais gosto de dar é ir a esposende ver desaguar o cávado. Existe lá um bar apropriado para isso. Um rio é a infância da água. As margens, o leito, tudo a protege. Na foz é que há a aventura do mar largo. Acabou-se qualquer possível árvore genealógica, visível no anel do dedo. Acabou-se mesmo qualquer passado. É o convívio com a distância, com o incomensurável. É o anonimato. E a todo o momento há água que se lança nessa aventura. Adeus margens verdejantes, adeus pontes, adeus peixes conhecidos. Agora é o mar salgado, a aventura sem retorno, nem mesmo na maré cheia. E é em esposende que eu gosto de assistir, durante horas, a troco de uma imperial à morte de um rio que envelheceu a romper pedras e plantas, que lutou, que torneou obstáculos. Impossível voltar atrás. Agora é a morte. Ou a vida.
Ruy Belo in Todos os Poemas I

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

all we ever wanted, was everything (ooooh,ooooooh)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

2 x P

Life is 10% what happens and 90% how you react to it.


quarta-feira, 14 de outubro de 2009

terça-feira, 13 de outubro de 2009

no pain,no gain.

sábado, 10 de outubro de 2009

já me fazia falta um sábado!

porque alinhas.
since Meda city a fazer pessoas felizes

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

a) paper b) life c)books

'..não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma..'

autor desconhecido

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

aprende-se a ser bailarino, coreógrafo não

E foi preciso faltar-me um pé para perceber finalmente a essência de coreografar, de contar uma história.
E foi preciso ter uma história para contar.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

to fail : a) paper b) life
when you get an E you can always study to improve, it's just a test. not the same case in life. in both you learn, but whatever, books are books and not men. you can feel stupid for the rest of the year whereas in a test you get over it. books are books and not men. not in theoric mistakes, I DIDN'T UNDERSTAND THE QUESTION WELL! just that. better an E to recieve than to have to grieve.
Question 5 : b)
...sadly

terça-feira, 6 de outubro de 2009

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

domingo, 4 de outubro de 2009

my sister's keeper (2009)

'I'm Taylor. ACL.'
'I'm Kate. APL.'
'Oh, a rarity.'

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

'uuuh, and you made me wonder...'

F

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

If you find a wallet in the street, with neither name nor adress, and 100 £ in it, do you keep it or take it to the police office?


faltam 13 dias

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Não quebres o silêncio se não for para o melhorar
...mas eu sabia para onde queria ir. E para onde não queria. Com sorte,a alternativa ao que eu não queria era algo que eu desejava. Mesmo assim tinha medo. Iria resultar? Será ciências? Será o josé falcão? Enquanto fazia a mim mesma estas perguntas esquecia-me de me perguntar se iria entrar nela com o pé direito (ou seria no fundo isso que eu estava a perguntar?). A superstição é sobre valorizada. Vou passar a começar com o pé esquerdo.
se der neste resultado...

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

shakespeare

(...) aprendes que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam (...)

15 dias

sábado, 26 de setembro de 2009

tivoli

SET YOURSELF UP TO SUCCESS AND ANYTHING IS POSSIBLE
Daniel Cardoso - Quorum Ballet

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

can an an you feel eel eel my heart heart heart heart heart is beating?

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

há quem não acredite



Eu sou o papão e levo no meu saco meninos go(r)dinhos!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

sábado, 19 de setembro de 2009

Uma vez que a percepção é baseada na interpretação dos sentidos, as pessoas podem experimentar ilusões de formas diferentes.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

...from dancing,from anything

Prometo ser fiel, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-te, dançando-te e respeitando-te até que a morte nos separe.
anything will ever stop me...
quote of the day: " Eu entro em discotecas, acho que sabes disso"

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

CNB

CANTATA ( de Mauro Bigonzetti)

Companhia Nacional de Bailado

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

DISCIPLINA DE PORTUGUÊS - 10º ANO

'Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.'

terça-feira, 15 de setembro de 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O tempo que passa não passa depressa, o que passa depressa é o tempo que passou.

domingo, 13 de setembro de 2009

voltei de férias

sábado, 12 de setembro de 2009

8/09/2009

Só não muda de ideias quem não as tem

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Meio dia. Pus o pé direito na estação de Aveiro. Vim de Coimbra num intercidades a caminho de mais duas semana espectaculares do meu verão,do meu estágio de dança. A viagem foi rápida. Já me tinha atravessado a memória daquela estação,de já lá ter estado (há dois anos,numa despedida intensa de um campo de caturrinhas),mas sem dar importancia. Meio dia. Desliguei o ipod,pus o pé direito na estação...e agora o esquerdo... Comecei a ver tudo. Não só a reconhecer como a reconstituir o que lá se tinha passado. Mas inconsciente,instantâneo. O sítio onde o autocarro tinha parado. O sítio onde nos sentámos para comer. O edifício. O lugar exacto para onde fomos esperar o comboio. As escadas. Lembro-me tanto de descer aquelas escadas. E de os animadores chegarem como surpresa. Todas estas imagens passaram outra vez e encheram-me o coração. Não será isto o Mocamfe?
1 de Setembro de 2009

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

importante ouvir (não olhar)

e isto dançado? eu vi,e e não esqueço. quorum ballet

domingo, 2 de agosto de 2009

U2 - for you too

Is it getting better, or do you feel the same?
Will it make it easier on you now ,you got someone to blame?


You say : one love,one life
When it's one need in the night
One love, we get to share
It leaves you, baby if you don't care for it


Did I disappoint you, or leave a bad taste in your mouth?
You act like you never had love,
and you want me to go without


Well, it's too late,tonight
To drag your past out into the light


Have you come here for forgiveness?
Have you come to raise the dead?
Have you come here to play Jesus,to the lepers in your head?


Did I ask too much?More than a lot?
You gave me nothing now it's all I got

We're one, but we're not the same
Well, we hurt each other and then we do it again


You say : love is a temple, love is a higher law
Love is a temple, love is a higher law
You ask me to enter, but then you make me crawl
And I can't be holding on to what you got
When all you got is hurt


One love, one blood, one life you got to do what you should
play this on your right hand

sexta-feira, 31 de julho de 2009


deveria afixar fechado para férias?

segunda-feira, 27 de julho de 2009

happy birthday indeed

Monday,Tuesday,Wednesday,Thursday
Friday,Saturday,Saturday and Sunday
Get get get get get
With us you know what we say
Party everyday p-p-p-party everyday!

terça-feira, 14 de julho de 2009

I gotta feeling that tonight gonna be a good night
That tonight's gonna be a good night
That tonight's gonna be a good good night

black eyed peas

domingo, 12 de julho de 2009

paris 7

Nem sei como agradecer o convite. Tinha ficado por lá. Viagem da minha vida.
We('ll) always have Paris
je...vacances...senegal

sábado, 11 de julho de 2009

paris 6

Medo. De onde vem? Sei que é bem de dentro, nas profundezas de quem somos. Medo... dura. Medo... é ultrapassado. Já não durmo de televisão ligada. Mas fica sempre um restinho... Ainda dou a mão à metade de mim sem medo numa caverna escura. O medo mexe. Com o coração. Ter medo significa que temos algo a perder. Mas ultrapassar é libertador. Só não pode é ser tudo no mesmo dia. O pior é o medo inconsciente, conhecido ou não, mais difícil de largar do que fazer um looping. O medo fecha portas. A nossa função é abri-las.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

paris 5


Jogar às escondidas. Contigo. Com os teus sonhos. Perdes-te. Jardins enormes. Jardins Músicais. E às vezes um rádio leva-te de volta a casa, mas tu não queres ir. É preferível o chantilly do teu crepe. Senti a falta que me fazia música para reflectir. Mas para isso é que servem as metades acordadas de nós. Bem, acordadas só se estiverem em pé...

quinta-feira, 9 de julho de 2009

paris 4

Qualquer esforço dirigido no sentido de evitar a solidão falhou e continuará a falhar porque é contra os fundamentos da vida. É necessário tornarmo-nos conscientes da nossa solidão, de que ela é uma realidade. E é tão bela de experimentar, de sentir, porque é a forma de te libertares da multidão, do outro. É a tua libertação do medo de estar só...
direitos de autor : catarina alarcão

livro das respostas

Vamos tomar café? Não seja rídiculo.
Seja mais óbvio... A situação não é clara.
Podemos ir tomar café à noite? Pergunte ao seu pai.
buu-lachices

quarta-feira, 8 de julho de 2009

paris 3

Elizabeth: I guess I'm just looking for a reason.
Jeremy: From my observations, sometimes it's better off not knowing, and other times there's no reason to be found.
Elizabeth: Everything has a reason.
Jeremy: Hmm. It's like these pies and cakes. At the end of every night, the cheesecake and the apple pie are always completely gone. The peach cobbler and the chocolate mousse cake are nearly finished... but there's always a whole blueberry pie left untouched.
Elizabeth: So what's wrong with the blueberry pie?
Jeremy: There's nothing wrong with the blueberry pie. Just... people make other choices. You can't blame the blueberry pie, just... no one wants it.
Elizabeth: Wait! I want a piece.
Provei a tarte.

terça-feira, 7 de julho de 2009

paris 2

who are you today a perplexing question I knew when I awoke then after that first cup I changed don't we all but that's not the issue

Starbucks Coffee

segunda-feira, 6 de julho de 2009

paris 1

Foi um bocado sem dar conta do meu passo que pus os pés de for e pisei a cidade. Não é nova, mas não tenho grande memória dela. O sono e o cansaço atrasaram um pouco a sensação de finalmente sair durante um pedaço, respirar, sentir e ver novas coisas, sem mais nada. Sou só eu (metade incluída) e PARIS! O sono e o cansaço não deixaram os pés cansar-se muito, mas mais virá. Não sei dar nome a este lugar, remexo nas memórias de outras paragens que parecem assemelhar-se,ah...mas o ar é diferente! A luz. A cor. Sabe bem andar na rua. Estar longe é saudável. O algures é um espelho em positivo e negativo, e faz-nos crescer. Quem viaja vê o pouco que é seu em cada esquina, descobrindo o muito que não teve (nem terá).E descobre o que tem quando se lembra dos cabelos loiros de alguém só porque olhou um campo de trigo duma janela.
"How to make art?
(...) So it represents not an instantaneous snapshot but a physical law of mutual variation connecting the elements of life. Not extracts but abstractions that resemble nothing in life, but in their manner of reacting. " Alexandre Calder
Já tinha saudades de museus e de pintura

domingo, 5 de julho de 2009

we will rock you (2)

The show must go on, The show must go on

Inside my heart is breaking

My make-up may be flaking, but my smile... still stays on

My soul is painted like the wings of butterflies

Fairy tales of yesterday will grow but never die

I can fly, my friends

Vivo disto.

sábado, 4 de julho de 2009

we will rock you (1)

Foi este o espírito. De muitas músicas com muitas letras e diferentes forças,muitas luzes,muitas mudas de roupa,muito stress,muito medo,muitos minutos a passarem a voar, este foi o espírito. No fim fica sempre a moral da história não é? 'Só faz falta quem cá está',so faria falta quem foi, quem foi ver.
I want to break free, I want to break free
I want to break free from your lies
You're so self satisfied I don't need you
I've got to break free
God knows, God knows I want to break free
Somos máximas!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

"1 dia we will rock you (ballet) 3 dias paris 14 dias praga 24 dias birthday 32 dias turras 2009 44 dias brasil 322 dias para o rock in rio" Contagem decrescente. Para chegar em setembro, para as matrículas (faltam dez dias e não sei para onde nem para que vou), para uns dias mais de praia, para umas saudades aqui e ali, umas mensagens rotineiras cada vez que chego de um avião para quem se preocupa. Sol calor e mar leva-me,o sol bate nas pálpebras e sentes liberdade, a água é fria e sentes-te leve. Três da manha,a mtv ligada, vai dar uma música antiga, então mandas uma mensagem a quem mais facilmente se lembraria de ti por outras melodias. A quem dormia pelo cansaço do sol. É tão bom acordar com bons dias assim... Passam os anos mas levas-me no bolso, passam as pessoas, as experiências, passa bom, passa mau, mas tenho sempre esse cantinho, é tão bom saber que moramos no coração de alguém. Faria um convite para um café, mesmo sabendo que não era coisa fácil de ser aceite, mas antes disso está um pouco o medo de ao pôr tudo em dia, ver que trago poucas semelhanças ao que era ou ficaram escondidas. Semelhanças necessárias e essenciais, que traziam o toque de brilho, que traziam o sorriso que contagiava a léguas. Porque a mão do corpo onde tenho um quarto (que nesse coração um dia foi uma grande quinta), foi a única que me foi dada por quem eu era, e a abraçar o pacote todo (desde as bolachas mais apetitosas às do fim que já vão meias partidas). Desde vinte e cinco de janeiro de dois mil e oito um porto (in)seguro. Forte em chocolate.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

faltam os outros vinte

still believe it when you say,it's another perfect day - figueira II

quarta-feira, 1 de julho de 2009

1975

Os pássaros foram feitos para voar e voam. Estes céus alongam-se e esticam e bandos circulam e cruzam-se com espaços e tempos suaves. O mundo é maior que isto e sopra longe um dia claro e longo, luzidio e transparente, potência de uma lua branca e azulada. Com um som celeste cipreste e um renascer de um vento (vuuuhu) gelado, gente a aprender a ser menino, fértil em futuros presentes. E circulam triângulos e rectângulos hexágonos em rectângulos e formas adornadas pelo viver suave, tranquilo e sereno. O teu relógio… é um clássico, muito sedutor ao teu jeito, inebriante jeito com uma louca condição moldada no teu pulso. Era um longo ir, voltar, retornar, rebuscar…
Tema de Verão do Mocamfe
faltam 34 dias para Turras 2009

terça-feira, 30 de junho de 2009

Repetindo um post anterior ...
'Não sei nada de astrologia, mas houve alguém que me disse que pertenço a um signo de fogo; ora, o fogo tem de arder e queimar, o fogo não pode apagar-se.'
Pina Bausch
(Solingen, 27 de julho de 1940 — Wuppertal, 30 de Junho de 2009)
nasceu no mesmo dia que eu, o que ela trouxe à dança não se apaga

segunda-feira, 29 de junho de 2009

já há bilhete,já ninguém nos tira

Passageiros : ALVES,MARIANAMRS JANICAS,BARBARAMRS
Segunda-Feira 6 de Julho 7:05 Porto - Paris
só espero que lá não esteja a chover

domingo, 28 de junho de 2009

irrefutavelmente feminino


Quem diz que dinheiro não dá felicidade não sabe onde fazer compras

sexta-feira, 26 de junho de 2009

E superas-te. Quando achas que andas a existir apenas,sentes. E estabeleces regras obrigatórias para o dia a dia, e nessa rotina, nesse papel onde tens tudo escrito lê-se: medo. Ultrapassar um medo.