domingo, 31 de maio de 2009

caturrinhas 2007 - sem som

MIRIMAMOCAS E BEA RODRIGUES INTERPRETAM "SUPER ANSELMO"

Nem quero saber do resto, hoje o dia é deste vídeo!

sábado, 30 de maio de 2009

temp

Como se escreve sobre uma pessoa que não se descreve por palavras? - em obras - para catarina

sexta-feira, 29 de maio de 2009

enviado por bárbara janicas

Há uma mão, estás a ver? Uma mão que se move em direcção a ti. Já conheces esta mão porque sempre que tocava na tua cara era para te acarinhar, até ao dia em que veio com mais força e te deu uma bofetada. E agora sempre que a mão se aproxima tu lembras-te da bofetada e achas que é o que ela vai fazer outra vez, portanto pára-la a meio do caminho. Interiorizaste que a mão não te vai voltar a acarinhar da mesma maneira e criaste um mecanismo de auto-defesa. Mas assim nunca vais saber se a mão te vai voltar a tocar da mesma maneira.

a mania de citar 2

"Foi porque sim, para ti também tem que haver sempre uma justificação para tudo" "Agora fizeste-me lembrar uma deixa do meu filme preferido..era..aa..espera: 'estás a ver estes bolos?..." (Ri-se) "Não te rias,eu estou a pensar para dizer bem..."

Jeremy: From my observations, sometimes it's better off not knowing, and other times there's no reason to be found.
Elizabeth: Everything has a reason.
Jeremy: Hmm. It's like these pies and cakes. At the end of every night, the cheesecake and the apple pie are always completely gone. The peach cobbler and the chocolate mousse cake are nearly finished... but there's always a whole blueberry pie left untouched.
Elizabeth: So what's wrong with the blueberry pie?
Jeremy: There's nothing wrong with the blueberry pie. Just... people make other choices. You can't blame the blueberry pie, just... no one wants it.
My blueberry nights

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Em nove dias muito (mesmo muito) mexe, e se não foram traduzidos em palavras, traduzem-se em música:
de 20 a 24 de Maio
por aí ... 25,26,27,28
terças e quintas
desde 26 de Maio

terça-feira, 19 de maio de 2009


oooh I....I'm still alive yeeeah


segunda-feira, 18 de maio de 2009

beyoncé tour I am..sasha fierce

23:15:38
Té a chamar....
" To the left,to the left
to the left,to the left (...)
MIMI GOSTO MUITO DE TI "
Duração da chamada 00:04:22

domingo, 17 de maio de 2009

'Não sei nada de astrologia, mas houve alguém que me disse que pertenço a um signo de fogo; ora, o fogo tem de arder e queimar, o fogo não pode apagar-se.'
Pina Bausch

sábado, 16 de maio de 2009

Lisboa 16/17 Maio

Há boas viagens de comboio. A sensação assemelha-se a serenidade. Começa nas memórias que a estação nos traz, de muitos verões; acaba no imaginar de como seria, se, para conquistar um sonho, apanhasse esse comboio duas vezes por semana... Uma carruagem quase vazia, e a paisagem a gozar um sol não muito forte, e os 200 km/h que parecem ser percorridos lentamente. A um certo momento comecei a dar valor a estar sozinha. Num comboio, num autocarro, no estrangeiro, a ver um filme... Ouvir a mesma playlist, a única do ipod, e em vez de trazer o aperto na garganta, e deixar os olhos inchados no outro dia de manhã, só passa a calma. Quase confundiria com indiferença, se não fosse na primeira pessoa. Só se pensa no que foi, no que se ganhou, no que ainda se tem, nos finais jogados limpo. E parece que se foi a ânsia, a dúvida, os 'se's. Sensação parecida com a que tinha sentido no dia anterior, mesmo podendo demorar um ano para voltar a falar (ouvindo a voz e olhando os olhos) com alguém. Possa ser encarado como um sinal? De facto, alguém estar no sítio certo à hora certa, pode ser um porto seguro e um ombro. Até tem piada, no fundo vai sempre dar a ombros. Seja ou não com os olhos embaciados, são abraços. Aprendi que não importa com que força queremos partilhar um momento, um ponto final, algo significativo, podemos simplesmente ser incapazes de o escrever. Fica uma lista de músicas que não deixa os nossos segundos fugirem. Começar de novo. Vai valer a pena ter amanhecido.

Sombreros - Phillipe Decouflé - CCB

sexta-feira, 15 de maio de 2009

minha mania de citar (vale a pena ler tudo)

Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
(...) E aprendes a construir todas as tuas estradas de hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. (...)
Aprendes que não importa o quanto tu te importas, simplesmente porque algumas pessoas não se importam... E aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. (...) Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que tens na vida, mas quem tens na vida. (...) Descobres que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprendes que, ou controlas os teus actos ou eles te controlarão e que ser flexível nem sempre significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, existem sempre os dois lados. Aprendes que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer enfrentando as consequências. Aprendes que paciência requer muita prática.
Descobres que algumas vezes a pessoa que esperas que te empurre, quando cais, é uma das poucas que te ajuda a levantar. Aprendes que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que tiveste e o que aprendeste com elas do que com quantos aniversários já comemoraste. Aprendes que há mais dos teus pais em ti do que supunhas. Aprendes que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são disparates, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobres que só porque alguém não te ama da forma que desejas, não significa que esse alguém não te ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. (...)Aprendes que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que tu o consertes. Aprendes que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, planta o teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperares que alguém te traga flores. E aprendes que realmente podes suportar mais... que és realmente forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor perante a vida! As nossas dádivas são traidoras e fazem-nos perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.
Manual de Sobrevivência,William Shakespeare

P.S: Parabéns Luís,sempre foste certo no meu lado incerto(mais fica pelo papel).

quarta-feira, 13 de maio de 2009

"Spring is always full of promises,never lying to us,never failing"
Reéne Lalique

terça-feira, 12 de maio de 2009

I want to break free - Queen



No final do dia as sapatilhas de ballet estão sempre lá,e a sala e os espelhos também,e até as pontas servem. A dança nunca desilude. Nem quem nos convence a 'perder' meia hora ao almoço. A música tem este poder.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Até para construir o céu é preciso imaginação.

domingo, 10 de maio de 2009

porto-olivais

É em dias assim,que o sono chega com sol,que se espera por quem não vem,que sabe bem ter pessoas assim. Já tinha saudades dos jogos de basket.

sábado, 9 de maio de 2009

escrito antes de queimares

Quando pensamos que descobrimos as respostas todas vem a vida e muda todas as perguntas. E nem nos devíamos questionar,fazer demasiadas perguntas pode não ser bom,mesmo que sejam perguntas minhas,para mim. Procura-se a resposta em músicas,livros,nas palavras. Mas só de um timbre teríamos a resposta que queremos,e o seu 'dono' ´é a única pessoa a quem não podemos fazer a pergunta. E se essa antecipação toda parasse? Há quem se sinta mais confortável na ignorância,há quem tape os olhos.. Saudável diria que nenhuma delas é. Se comparar estas duas reacções a salada e fruta,compreenderá alguém quando elejo(?) água como melhor elemento para este problema alimentar? Deixar a torneira correr,não beber muito depressa. Não forçar a resposta. Não a resposta desse alguém,mas a nossa a nós própios,a ponte intermédia entre o ínicio e o fim da dúvida propriamente dita. Porque não são palavras que mudam as situações..Porque com tanta ânsia se deixa de sentir..E pode dar sorte,se,no meio desses diasem que se ouve muita musica e se dorme muito,se pensa e se resmunga na mesma medida,alguém fizer anos. 'Parabéns!' Se essa pessoa ocupa o nosso trabalhomental,se faz um remexer de imagens e sons,vem-nos uma resposta. E às vezes tão óbvia.. Inevitavel rir e pensar por onde andava perdida a nossa experiencia..Comparações inevitáveis. Calmantes. Como se fossem uma estrela cadente e confiássemos no nosso desejo.E a promessa de saborear a água da próxima vez queaparecer uma fonte no nosso caminho. Porque, caminhante, o caminho faz-se a andar,e para que serve,se no final não houver uma fonte?
p.s: parabéns a quem me fez acreditar em estrelas cadentes .

sexta-feira, 8 de maio de 2009

contrôle écrit

Depuis mon enfance je veux devenir danseuse. Je peux même dire que la danse en moi est née au même temps que je suis née.Malgré ma passion pour la danse je n'ai pas investi dans mon rêve comme je devais.J'ai appris à faire du ballet et de la danse contemporane et j'apprend aussi par moi-mêmê.Je fais du ballet encore.J'ai recommencer à le faire depuis longtemps sans le pratiquer et je dois faire beaucoup d'efforts pour bien faire les choses.Je sais qu'avoir un metier comme danseuse c'est difficile au Portugal.Mais c'est mon rêve et je vais lutter pour le realisér. Un jour, une danseuse fameuse a dit "la danse est une cage oú on l'apprend l'oiseau".Maintenant,mon seule objectif est devenir l'oiseau,libre et beau.
(metade intelectual)
* Mais si je n'avais pas l'aide de quelque personne importante pour moi serait impossible concretizer mon reve,alor je pense que j'ai beaucoup de chance. (outra metade)

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Nunca tinha tomado um café. Há muito tempo que não me faziam uma surpresa. Há muito tempo que não me abraçavam e pediam desculpa por uma coisa de que eu já nem me lembrava. Há muito tempo que não pisava o palco com o elenco da bonifrates júnior e tudo o que isso traz (incluindo passar uma peça inteira a puxar a camisola para cima). Há muito tempo que não sofria por antecipação.Há sempre uma primeira,e uma segunda vez.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

terça-feira, 5 de maio de 2009

Artur:'Este ensaio foi importante porque já tinha saudades de todos'
Mariana Silva : 'E olha para a miana,ahah'

segunda-feira, 4 de maio de 2009

entre palavras jn distritais 2009

Não há duas sem três, à terceira é de vez,foi a conta que deus fez.

domingo, 3 de maio de 2009

sábado, 2 de maio de 2009

'estás presa'

sexta-feira, 1 de maio de 2009