domingo, 27 de maio de 2012

delights

A minha Religião

No Inverno sou budista,
No Verão sou nudista.

in O Segredo de Joe Gould, de Joseph Mitchell





domingo, 13 de maio de 2012

a magia do nem sei bem

Hoje de manhã, a Vânia abriu a janela para ver se íamos acordando. Ainda dormindo e acordando aos soluços, só pensava : Já domingo? Então? Foi só isto? Não pode ser.... Como se faz um dia render ao máximo? A serra, a serra é tão bela, tão tranquila, e a pedra é tão confortável. Um trabalho, um projecto, risos, abraços. Mesmo assim não me vem vontade a Verão porque será uma incógnita. Mais vontade a Talasnal. Chegar é bom, tomar banho é bom, mas, foi tão rápido! E isto tudo tão clichet...

Vamos em busca. Em busca de uma mão, descoberta neste último verão, ou em busca de um rio. A paz dá que pensar demais para voltar à rotina assim tão de repente. Porque a rotina nos faz evitar pensar... As pessoas gostam umas das outras. Têm carinho umas pelas outras. Preocupam-se, vão perguntando. Isso é uma boa rotina. Às vezes ligam. Trocam correspondência. Cartas sempre foi a cena do Mocamfe. É boa a correspondência directa de brisa fresca. Depois voltarão à distância. Umas deixas no comboio, outras a voltarem a pé para casa.

E a eira pequena parece tão recôndida, tão isolada, tão sozinha, mas se sobes a uma varanda lá está ela exposta. E parecia aquele local sagrado...

Resumindo : fui e voltei, e a serra não podia ficar fora deste blog. Quanto ao resto, pensamentos soltos como quando se vai acordando e adormecendo de madrugada sem saber qual é a conversa do burburinho que aliado ao encosto nos deixa dormir bem. Melhor do que sozinha, quando acordei a pensar que já era domingo....

segunda-feira, 7 de maio de 2012

quarta-feira, 2 de maio de 2012

(mas apeteceu)

Tudo o que não houve hoje (....), afinal, num dia de chuva, se houve um raio de sol, fos...



terça-feira, 1 de maio de 2012

'Oh, I believe in yesterday..'

A amizade é incrível. Descobres coisas. Achas que só contas com aquela pessoa a quem pediste para lá estar, mas, dum outro lado, há alguém a fazer pessoas prometer que te vão ver. Sem teres pedido. E como são sempre deste lado as iniciativas, sabe bem. Ter apoio, nem que seja para a pista não estar mesmo vazia. Mais que isso, é a iniciativa. A preocupação. Saber que não somos só nós a fazer rolar o que existe.

O amor é incrível. As surpresas também. Às vezes as surpresas são provas. As provas consolidam as coisas, acusações de crimes, ilibações, ou apenas o conforto com que adormeces e acordas. A surpresa pode ser só adormecer calmamente, ou ganhar mais energia para dançar. E há coisas em que não se nota, que não importam, porque é mesmo incrível.

A paz é incrível. E como a ganhas depende de ti. Da amizade, do amor, de ti. A mim às vezes basta uma agenda, uma lista, um rumo. E finalmente um calendário de aniversários. Escrever na agenda. Ver os meses em branco. Não custa nada escrever. Há coisas tão boas, não as conseguimos congelar, mas ali ao menos fica um rasto. Um riacho. Uma estrada. Um caminho.